domingo, 4 de março de 2012

Psicotrópicos

Aquela menina sempre sonhou em ser artista. Gostava de pintar, desenhar, cantar. Gostava de teatro, dança e maquiagem, mas alguma coisa aconteceu no meio do caminho.
Não me lembro ao certo os fatos que a fizeram desistir. Já faz tanto tempo!
Talvez alguém tenha dito que ela desenhava mal, ou que não sabia cantar.
Disseram que ela era feia, gorda e esquisita. E ela se trancou.
Agora a menina não é mais feia, faz academia e a esquisitice é menos aparente. Descobriu novas paixões, novos sonhos, outros sabores.
Mas ela toma remédios. Tem crises de ansiedade. Não dorme.

- Menina burra! Devia ter dado menos importância ao que aquelas pessoas pensavam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário